Praias de Farol de Santa Marta – SC

10915



Você gosta do passado, daquela sensação de que o tempo parou? Então você vai adorara as praias do Farol de Santa Marta, cujo cabo na verdade é um marco simbólico de delimitação das águas brasileiras, que ao sul tornam-se mais revoltas devido ao vento mais intenso. A partir dali também não há mais abrigo para as embarcações fundearem.

No entorno, entretanto, a paisagem é deslumbrante, com dunas e praias completamente desertas. Considerado o maior das Américas, o Farol de Santa Marta é o terceiro maior do mundo em alcance. Ele fica a 17 Km do Centro de Laguna, no Sul do estado, município que conta com 16 praias. As águas são geladas, mas no verão elas aquecem, atraindo maior quantidade de turistas.



Foco do Farol de Santa Marta coincide com a curvatura da Terra

A cidade é tranquila e, além das praias do Farol de Santa Marta, o próprio farol é uma das maiores atrações. Além das placas que contam a história do lugar, os visitantes que sobem até seu topo têm uma vista impressionante, principalmente na grande faixa de areia que rodeia toda a região e que chega a dar a impressão de um deserto. Construído em 1891, por franceses, o Farol de Santa Marta reserva algumas características bem peculiares.

Além de ser a maior construção vertical do mundo em óleo de baleia, ele tem o maior alcance entre os faróis das Américas também devido à sua localização geográfica, na parte de terra mais oriental do país, que amplia a potência do foco. Com 25 metros de altura sobre um promotório também de 25 metros e a 100 metros do nível do mar, seu foco coincide com a curvatura da Terra e pode ser visto a olho a 34 Km de distância e por aparelhos a 92 Km. O globo e o maquinário ainda são os originais que vieram diretamente da França na época de sua construção.

Surf nas praias do Farol de Santa Marta

Praticar ou simplesmente admirar as manobras radicais têm um significado diferente nas praias do Farol de Santa Marta, que contam com pelo menos seis picos diferentes para o esporte. As ondulações diferentes e os tipos variados de ventos propiciam caídas incríveis e manobras ainda mais ousadas. A Praia do Cardoso é a mais procurada pelos surfistas, exatamente o ponto onde começam “os mares do sul”, mais perigosos e ferozes.

As ondulações Sul ou Leste e o fundo de areia compacta sustenta bem as grandes ondas consideradas “quilométricas”. É a mais frequentada das praias do Farol de Santa Marta, mas leve seu lanche porque praticamente não há bares, quiosques ou barracas. Aliás, leve a sua barraca e a sua cadeira, porque por lá não há qualquer serviço para turistas. Os carros podem chegar à grande faixa de areia e já até fazem parte do visual.

O surf continua em alta na Praia da Cigana, que também não tem grande infraestrutura e é mais frequentada por surfistas e moradores. Lá, as direitas e esquerdas são consideradas perfeitas também por causa do fundo de areia batida. Já a Praia do Meio, bem no Centro, é praticamente deserta mas os surfistas locais adoram, assim como a Santa Marta Grande, que na parte sul é chamada de Mocó, onde a atração são as direitas com o vento sul, e na parte norte é conhecida por Santa Marta, e cuja atração são os ventos de nordeste.

A Praia da Galheta, por outro lado, o que não tem em infraestrutura tem em direitas e esquerdas perfeitas de até 2 metros, assim como a Praia de Ipuã, onde uma laje submersa forma ondas maravilhosas com a ajuda do vento nordeste. Mas essas são só algumas das praias do Farol de Santa Marta, porque o gostoso mesmo é colocar a prancha em cima do carro e sair à “caça” das melhores ondas.


À noite, a balada corre solta nas praias do Farol de Santa Marta

A aura de passado da cidade não impede altas baladas para quem gosta da noite, com bares, restaurantes e casas noturnas com música ao vivo e muito vídeo de surf. Há boas pousadas e alguns hotéis, mas preste atenção para não ficar na roubada: o lugar funciona, basicamente com dinheiro vivo, cash, por isso não vá contando com cartões. Há raríssimos caixas eletrônicos, portanto recheie a carteira antes de chegar lá. E boa ondas!

 

Veja também: