Página inicial Pernambuco Fernando de Noronha Praias de Fernando de Noronha – Pernambuco

Praias de Fernando de Noronha – Pernambuco

Pontuação

 
Clique nas estrelas para dar a sua nota!

Descrição

Falar das praias de Fernando de Noronha é falar um bocado de História, é falar de belezas naturais inigualáveis, é falar da natureza em sua melhor forma, é falar do paraíso. As praias de Fernando de Noronha, famosas no mundo inteiro, não dão uma página, dão um livro. Mas melhor do que falar delas é ir pessoalmente ver a cor incrível de suas águas, se surpreender com as formações rochosas, se encantar com as tartarugas e demais animais marinhos, é se encantar com a limpidez de uma água que não parece água, parece cristal. Por isso, tudo o que você encontrar aqui é só um começo, um esboço para que você termine o desenho desse “mundo” Fernando de Noronha lá mesmo.

Patrimônio Mundial da Humanidade concedido pela Unesco, o arquipélago, lá em 1503 – quando, vamos combinar, devia ser tudo meio parecido – já chamava a atenção por sua beleza única, sendo descrito por Américo Vespúcio como um lugar de beleza única.

Bem, basta dizer que não é um lugar, são vários, mais especificamente 21 ilhas, ilhotas e rochedos que enchem os olhos de quem vê pela primeira vez e de quem vê pela enésima vez – então não espere aqui descrições detalhadas e completas. Até porque não teria graça, mesmo que fosse uma missão possível.

Previsão do Tempo

O site Booking.com está oferecendo hospedagens nessa região com até 30% de Desconto! Confira aqui.

Características

Dicas práticas para aproveitar mais o paraíso

As praias de Fernando de Noronha são aquele lugar que não dá para “ir rapidinho” nem conhecer por alto: tem que separar no mínimo uma semana, porque há tanto o que ver e fazer que você nem vai sentir o tempo passar. Afinal, Fernando de Noronha é um dos mais importantes santuários ecológicos do planeta.

Bem, já deve ter dado para notar que as praias de Fernando de Noronha não são bem um lugar qualquer, por isso se no resto do mundo é comum usar cartão de crédito ou débito para tudo, fora da Vila dos Remédios o que vale é o dinheiro vivo mesmo, o velho e bom “cash”. Com temperaturas entre 28ºC na terra e 26º no mar – sim, a água é muuuuuito morninha! – há períodos de chuva, de abril a agosto) e de seca, de setembro a março.

A infraestrutura turística é de primeira, mas também de segunda, de terceira, do jeito que você quiser. Tudo, no entanto, voltado para a sustentabilidade, portanto nada de largar lixo na areia, nem guimba de cigarro ou qualquer coisa que prejudique a natureza, porque mais do que ecologicamente incorreto, você estará sendo completamente cafona, démodé, jeca, brega, ridículo, estrambótico, jacu.

O mar de Fernando de Noronha

Não dá para falar uma por uma, são 21 ilhas, pelo menos 16 praias, cada uma mais linda do que a outra. A areia – de qualquer uma delas – é surpreendentemente macia, formada não por cristais e quartzos, mas sim por resíduos animais e vegetais, o que dá uma consistência completamente diferente. Na composição também há rochas calcária e vulcânica.
O mar quentinho chega até 50 metros de visibilidade, onde golfinhos, tartarugas, peixes e toda a fauna local chega pertinho de você, como grandes velhos amigos. Os navios naufragados – afinal aquilo lá é um lugar histórico – formam recifes artificiais para peixes de todas as espécies e povoam ainda mais a imaginação com histórias fantásticas.

As terras de Fernando de Noronha

Se você gosta de caminhar e dar uma de desbravador, você está feito, há várias trilhas, de todos os níveis, que oferecem visuais inimagináveis. A vegetação nativa é um capítulo à parte, assim como as antigas construções e obras históricas, como as antigas fortalezas. Isso sem falar nas formações rochosas, como a Dois Irmãos, cartão postal que corre o mundo desde que inventaram a fotografia.

A Vila dos Remédios é “o” lugar. É lá que tudo acontece, as festas, as baladas, as nights e os agitos a qualquer hora do dia. São 3 mil habitantes fixos, mas lá é temporada o ano inteiro, então a população flutuante é imensa. Programe-se com antecedência para não ter furo de hospedagem, por exemplo.

PRAIAS E ILHAS DE FERNANDO DE NORONHA

Ok, vamos falar por alto. Há três principais ilhas:

Ilha de Fernando de Noronha – Com 17 Km², aeroporto, hospital, escolas, vilas residenciais e sítios históricos.

Ilha Rata – Segunda maior ilha, é onde ficam o Pontal da Macaxeira e uma área que se transforma em outra ilha na maré alta, a Ilha do Lucena. Era habitada pelos reponsáveis pelo antigo farol – quando ele precisava de manutenção humana.

Ilha do Meio – Fica entre a Ilha Rata e a Rocha Sela Gineta. Temo topo mais estreito do que a base com cavidades em seus paredões formadas pelas ondas.

Outras ilhas/ilhotas: Rasa, São José, do Chapéu do Nordeste, do Cuzcuz, do Chapéu do Sudeste, Trinta Réis, dos Ovos, Morro de Fora ou da Conceição.

Rochedos: Pedras Secas, Sela Gineta, Ilha do Frade, do Morro da Viuvinha, do Morro do Leão, das Pedras Secas.

Praias do Mar de Fora

• Praia do Leão, das Caracas, Baía Sueste, da Atalaia, Enseada da Caeira, Buraco da Raquel, da Air France.

Praias do Mar de Dentro

• Baía e Porto de Santo Antônio, Praia da Biboca, do Cachorro, do Meio, da Conceição ou do Italcable, do Boldró, do Americano, do Bode, do Quixabinha, Cacimba do Padre, Baía dos Porcos, Baía dos Golfinhos ou Enseada do Carreiro de Pedra e Ponta da Sapata.

  • Hospedagens em Praias do Nordeste

    Nenhuma hospedagem encontrada nesta praia.

  •  

    Gostou da praia?

    Então clique em:
    ;-D

     


  • [Parceiro] Dicas de Saúde: Saúde Descomplicada
  •  

    Veja as dicas e deixe a sua também! ;-D

     

    [php snippet=3]

Praias de Pernambuco:

 

Praia dos Carneiros - Tamandaré - Pernambuco - por Jorge-Y-Yazawa

5803
A 92 Km de Recife, Tamandaré significa “repovoador” em tupi-guarani, que, no caso, seria um pajé a quem Tupã, deus dos trovões, teria mandado um aviso de que ia exterminar a humanidade. Assim como Noé, o pajé então construiu um barco e lá entrou com toda a família até o fim do dilúvio, quando saiu e repovoou a área.
Praias de São Jose da Coroa Grande - por Sv-Cesar

11143
A cidade é pequenininha, na verdade uma das menores do estado. Em compensação seu próprio nome já indica a proporção da sua beleza: “coroa” é o nome dado à formação dos bancos de areia que emergem entre a praia e os muitos corais que formam piscinas naturais na maré baixa. Pronto, difícil não fazer a imagem mental desses paraísos que são as praias de São José da Coroa Grande.
Praias de Jaboatão dos Guararapes - por julien8282

5088
Ele se considera o “berço da pátria”, e se for ver bem, pode até ter razão. O município de Jaboatão dos Guararapes foi palco de algumas das principais batalhas contra os invasores holandeses em Pernambuco, mas, tanto depois, vamos combinar que quem vai lá está mesmo é à procura das belíssimas praias de Jaboatão dos Guararapes.
Praia de Porto de Galinhas - Ipojuca - Pernambuco - por enter-guide

21927
Ipojuca é um daqueles lugares onde passado e presente se misturam tão harmoniosamente que por mais que você esteja em um dos luxuosos hotéis ainda é possível imaginar os holandeses chegado por mar.
Praia de Itamaracá (Ilha de Itamaracá) - Goiana - Pernambuco - por rodolfo-aioria

7816
Declarada Patrimônio Histórico Nacional em 1938, Goiana já chegou a ser apelidada de “Milão Brasileira”. Semelhanças à parte, quem chega logo descobre que não são só as praias de Goiana.
Praias de Fernando de Noronha – Pernambuco

4940
As praias de Fernando de Noronha, famosas no mundo inteiro, não dão uma página, dão um livro. Mas melhor do que falar delas é ir pessoalmente ver a cor incrível de suas águas, se surpreender com as formações rochosas...
novo-ebook
ad-post-lpp-drinks