Página inicial Dicas & Roteiros Quanto custa um mochilão pela Europa?

Quanto custa um mochilão pela Europa?

3399

Não é à toa que viajar pela Europa é o sonho compartilhado por jovens e adultos. Esse continente tem uma das paisagens mais maravilhosas do globo, um passado rico em história, uma arquitetura para lá de deslumbrante e um acervo artístico único. Contudo, se você não dispõe de muita verba para esse mergulho cultural, o mochilão pode ser uma excelente alternativa. Variando de valor, dependendo da quantidade de países a se visitar, estações do ano, transporte, duração e flexibilidade, o custo da aventura sai por volta de dois mil euros para três a quatro semanas. A seguir, separamos alguns pontos importantes e seus custos para quem deseja conhecer o Velho Continente com a mochila nas costas.

Quer aprender, ou melhorar, o inglês, francês ou alemão antes de fazer um mochilão pela Europa? A Preply ajuda você a desenvolver novas habilidades, e o melhor, sem sair de casa. Para saber mais sobre a plataforma, clique em https://preply.com/pt/ingl%C3%AAs-por-skype.

 

Gastos antes da viagem

O site Booking.com está oferecendo hospedagens nessa região com até 30% de Desconto! Confira aqui.

mochilao-gastos-na-europa

 

Durante o planejamento da viagem, o mochileiro precisará pensar em tudo. A primeira coisa que tem de ser escolhida é o tipo de viajem que se deseja. Que tipo de hotéis ficará hospedado, quais produtos a se comprar, qual transporte escolher, etc.

Produtos: comecemos, então, pelos produtos indispensáveis para um mochileiro, sendo eles: mochila, transport cover para mochila, pochete, doleira para usar embaixo da roupa e adaptador de tomadas para seus eletrônicos. Todos esse produtos saem por volta de 200 euros, se comprados na Europa.

Vistos e seguro saúde: em via de regra, o visitante estrangeiro tem de dar entrada no visto e contratar uma empresa de seguros durante sua estadia. Nos países da União Europeia como Alemanha, França, Portugal e Itália a entrada de turistas brasileiros é permitida sem a necessidade de um visto por até três meses. No entanto, o seguro saúde é obrigatório. Empresas de seguros alemãs oferecem esse tipo de serviço por menos de 50 euros/mês. Se você fala inglês ou sabe usar as ferramentas on-line para pesquisar e se comunicar, vale a pena fechar contrato com uma dessas instituições confiáveis.

Passagem de avião: sempre existe a possibilidade de você organizar as conexões de voo em uma agência de viagens localizada na sua cidade ou mesmo em outro estado. Os profissionais da área pesquisarão vagas nas mais diversas empresas para garantir a você o melhor preço em troca de uma taxa de serviços. Passagens promocionais de ida e volta para os países europeus podem variar muito de valor, mas com um pouco de sorte é possível encontrar voos por menos de R$ 2.500 (700€). Converse com o seu agente e não deixe de tentar encontrar passagens mais baratas por conta própria.

Transporte: prefira viajar de trem ou ônibus, sendo que o primeiro costuma ser ainda mais barato. Separe 200 euros para a mudança e tente comprar as passagens com três meses de antecedência.

Hoteis: economizar é preciso, mas para isso você não precisa abrir mão do conforto alojando-se em hostels mais baratos. Vários hotéis disponibilizam acomodações de até 5 dias por cerca de 150 Euros. Uma estadia de 15 dias custa por volta de 450 euros, valor que varia de acordo com o período do ano.

Reserva de entrada em pontos turísticas: chegando ao seu primeiro destino você, com certeza, vai querer aproveitar as atrações da cidade. O ideal nessas horas é reservar tickets e entradas online. Assim, você vai conseguir economizar muito mais. Separe cerca de 150 euros para esse propósito.

Gastos durante a viagem

Ao desembarcar no país de destino você, com certeza, vai querer provar da comida, sair à noite ou fazer umas comprinhas para levar para casa. Deixe cerca de 1000 euros reservados só para essa e alguma outra eventualidade, o que daria uma média de 50 euros por dia. Fora isso, boa viajem!