Conheça o “Caribe Potiguar”

12570



O  “Caribe potiguar” –  nome dado para as praias de Maracajaúa apenas 60 Km de Natal, é uma verdadeira joia brasileira, forjada com todo carinho pela natureza e graças a Deus preservada pelo homem. São centenas de peixes, crustáceos, moluscos de todas as cores e tamanhos.

E já que estamos falando em parrachos, o bom senso manda que a grande pedida seja ir quando a maré estiver baixa, justamente quando eles ficam mais visíveis e as piscinas naturais são formadas. Os recifes formam uma verdadeira barreira de corais a 7 Km da praia, mas não se assuste porque você não vai precisar nadar até lá: lanchas, barcos de pescadores, jangadas e catamarãs levam visitantes o tempo inteiro, que ficam em quatro flutuantes ou bases fixas, embarcações que atracadas permanentemente em locais específicos e de onde partem os mergulhos de snorkel ou cilindro, normalmente a uma profundidade entre 2 e 4 metros.



Claro que se você não quiser mergulhar não vai perder o passeio: há vários barcos que são equipados com bar completo, com bebidas e petiscos que fazem você se sentir em um verdadeiro filme hollywoodiano em meio aquele cenário exuberante. Banheiro, tripulação treinada e toda a segurança completam o quadro que você sempre sonhou em meio a 13Km de parrachos. Quer mais? Tudo bem, nem precisava, mas as praias de Maracajaú ainda têm mais também.

Praia de Maracajaú – Natal
Praia de Maracajaú – Natal – por viagemempauta

Dê uma esticada até Maxaranguape

Além de uma gastronomia de primeira baseada nos frutos do mar e hospedagem para ninguém botar defeito, as praias de Maracajaú oferecem ainda dunas e o parque aquático Ma-Noa, um complexo de 52 mil metros quadrados a apenas 2 Km da vila, com campo de futebol, bar flutuante, seis piscinas, quatro toboáguas, restaurante e vários outros atrativos muito legais que funcionam todos os dias da semana. Além disso, há várias outras atrações nas praias de Maracajaú, como o Farol Tereza Pança, construído em 1939 e cujo exótico nome é alusivo a um navio naufragado no local.

E já que você está nas praias de Maracajaú, vale a pena dar uma esticada até Maxaranguape, cidade da qual a vila é distrito e que guarda algumas particularidades bem legais. Para começar a cidade fica no ponto mais próximo da África em toda a América do Sul, o Cabo de São Roque. Por isso foi construído, em 1898, um farol de 32 metros de altura – e aí você imagina a vista que o local oferece.

É lá pelas bandas de Maxaranguape também que ficam dunas, lagoas e a famosa Praia da Barra, paraíso de quem gosta de pegar onda, seja pelo surf, Wind ou kite surf. Já os buguys são um dos meios de transporte mais vistos para todo lado, já que além de serem uma delícia, são o veículo perfeito para explorar o sobe e desce nas dunas móveis.

Pronto para uma aventura inesquecível? Então não esqueça: coloque muita sunga ou biquíni na mala e parta rumo ao paraíso.


 

 

Veja também: