Praia da Tainha -Bombinhas – SC

4484



No extremo sul da península de Bombinhas fica a paradisíaca e quase inacessível Praia da Tainha. Ela é a mais distante do Centro da cidade mas ainda é uma das que é possível chegar de carro – há várias praias cujo único acesso é por mar. Pode até ser meio difícil chegar até ela, mas o esforço vale a pena: o visual é maravilhoso e o mar calma permite horas e horas só com a cabeça fora d’água. Depois vai bater aquela fome, que você pode matar em um dos dois bares que só funcionam na alta temporada. De tempos em tempos abre uma birosquinha, mas de um modo geral não há comércio algum na praia. Se você optar pela baixa temporada, leve alguma coisa de casa, mas não esqueça o saquinho para levar seu lixo até a lixeira mais próxima, mesmo que seja na cidade.

Ainda pouco frequentada, a Praia da Tainha, como o próprio nome indica, tem pesca abundante nos meses de junho e julho e é perfeita para famílias com crianças e idosos: não só o mar é muito calmo e cristalino, como também há várias piscininhas naturais. A pequena vila é formada, basicamente, por cabanas construídas para veraneio e há apenas uma ou duas pousadas.



O fato de ser a mais distante, a menos equipada para turismo e o acesso difícil fazem com que a Praia da Tainha ainda seja pouco procurada em relação às outras, mas, mesmo assim, como é muito pequena no verão ela fica cheia. O estacionamento é feito na própria estrada e em um terreno vazio.

Caminho difícil guarda o paraíso como recompensa

Apesar de ser a mais distante do Centro, para quem está em Bombinhas são apenas cerca de 30 minutos para chegar à Praia da Tainha, um verdadeiro paraíso ainda com ares agrestes. A aventura começa no caminho, quatro quilômetros sofridos em uma estrada de terra cheia de buracos pelo morro que começa na Praia da Conceição, mas com vistas deslumbrantes. Mas vale a pena. São apenas 200 metros de praia, um refúgio natural em meio à mata com pouquíssima infraestrutura para turistas, mas de uma beleza estonteante.

E já que estamos falando do acesso, vamos mostrar os dois caminhos possíveis para chegar ao paraíso. É possível chegar à Praia da Tainha partindo da Praia das Bombas e passando pela Praia de Zimbros ou partindo da Praia das Bombinhas e passando pela Praia de Mariscal. Seja qual for a sua escolha, a certa altura ambos darão no mesmo lugar, no canto direito da Praia de Canto Grande, onde fica o acesso à Praia da Conceição – onde fica a estrada que dá acesso à Praia da Tainha.

Fácil, você deve estar pensando, e seria se a estrada não ficasse simplesmente na beira da água, na areia mesmo. O problema é que como ela é junto ao mar, é praticamente impossível passar se a maré estiver cheia. É lindo, pitoresco e um pouco difícil, sejamos sinceros.

Depois que você conseguir cruzar a Praia da Conceição por esta estrada, você chega ao trecho que o levará à Praia da Tainha. O início desse trecho é indicado por uma placa colocada bem na esquina do Restaurante Bora-Bora e de um day-club e é aí que começa outra parte complicada do trajeto, porque você vai ter que subir um morro íngreme, por uma estrada de terra cheia de buracos e de pedras, que quando chove vira uma lama escorregadia simplesmente intransitável.

 

Comida gostosa e vista deslumbrante

Mas o dia está lindo, a maré está baixa e dali a poucos minutos você chega no paraíso: enfim, a Praia da Tainha. De cara você vê um dos atrativos da região, um restaurante pitoresco com uma comida deliciosa, principalmente o peixe com molho de camarão.

O cheirinho gostoso da comida caseira (boa e barata) vai te acompanhar na lembrança por todo o tempo na praia e você vai acabar voltando para comer lá, não tem jeito. Do restaurante a vista panorâmica é outro atrativo e você almoça ou petisca de frente para toda a Praia da Tainha, a Baía das Tijucas, uma parte da península do município vizinho (Governador Celso Ramos) e até uma parte do norte da ilha de Florianópolis. Não é à toa o nome do restaurante é Mirante Por do Sol.

Pedras gigantes compõem a paisagem

A Praia da Tainha em si, é deslumbrante. Águas muito claras, transparentes e calmas convidam a um mergulho prolongado, e isso você vai descobrir assim que chegar lá e só conseguir ver várias cabecinhas para fora d’água. A areia dourada faz um contraste interessante, principalmente com as pedras gigantes e arredondadas pelas ondas e que formam algumas piscinas naturais. Depois delas há uma parte mais isolada da Praia da Tainha e que alguns com espírito aventureiro mais forte gostam de explorar.


Dicas:

  • Evite a estrada na época das chuvas se o seu carro não for 4×4
  • Aproveite para conhecer o Mirante Eco 360º, no alto do morro que leva à Praia da Tainha. Mas vá prevenido, porque ele é particular e a entrada é paga.

 

 

Veja também: