Praias de Beberibe no Ceará – O que fazer e onde comer

27385



Onze praias deslumbrantes fazem a fama da Praia de Beberibe, um dos cartões postais do Ceará, a 85 Km de Fortaleza. Quem achar exagero vai entender assim que baixar no incrível azul do mar e nas falésias que dão um relevo todo especial à região.



Dentre elas, a Praia de Morro Branco é a mais famosa – e também a mais agitada – mas há várias outras menos movimentadas e com seus cenários dignos de comercial de biquíni. Quer uma dica? Pegue um buggy e percorra todas elas, sem exceção, mas comece pela Praia de Morro Branco, contorna pelo Monumento Natural das Falésias. Se estiver com os pequenos, dê uma caidinha também na Lagoa de Uruaú, um daqueles lugares que você sonha em ficar com água morna muito calminha e barracas com mesinhas dentro d’água. Quem quer outra vida?

 

Excelente infraestrutura turística

Sabe aquele artesanato em garrafas com areia colorida que você perde um bom tempo imaginando como é que fazem aquilo? Pois você vai descobrir quando chegar à Praia de Beberibe, terra natal das tais garrafinhas que mostram as belezas locais. Difícil é sair de á sem levar algumas para casa e lembrar dessa cidade que é um encanto. Mas em questão de artesanato ela é bem servida. Lá você encontra ainda trabalhos maravilhosos em renda e cerâmica, inclusive reproduções das famosas falésias da região.

A infraestrutura local atende a todos os tipos de turistas, dos mochileiros aos luxuosos, com hospedagens que vão dos hostels aos hotéis internacionais. Da mesma forma funcionam os restaurantes: das barracas da praia aos de comida típica ou internacional, come-se muito bem, a qualquer preço.

Conheça a Praia de Morro Branco

Então embarque no seu tour de buggy e prepare-se para marejar os olhos com tanta beleza na Praia do Morro Branco, a apenas 5 Km de Beberibe. O cenário é de surpreender mesmo quem está habituado a percorrer as praias do mundo: um verdadeiro labirinto esculpido ao longo dos tempos formado pelo Monumento Natural de Falésias vai aos poucos abrindo espaço para as areias coloridas e o mar azul de ondas fortes e energizantes.

Guias podem guia-lo pelo local, e vale a pena conhecer cada cantinho do labirinto, que começa na vila e é bem sinalizado, enquanto se ouve as histórias contadas por eles – da mesma forma que vale a pena pagar um passeio de jangada para dar um mergulho e, a cerca de 500 metros da praia, ver esse paraíso por outro ângulo.

Conhecida como “paraíso cenográfico do Ceará” (já foi cenário de várias produções para a TV e o cinema), tantas cores assim não justificariam o nome da praia, que na verdade é uma alusão a uma imensa duna, de onde o pôr do sol é simplesmente espetacular.

Na Praia de Morro Branco há um grande complexo hoteleiro e restaurantes deliciosos, mas prepare-se mesmo para se encantar com o artesanato das garrafinhas de areia colorida e os trançados em palha feitos por seus moradores.

Na praia vizinha, a Praia das Fontes, minas de água brotam das falésias formando grutas pequenas, entre elas a Gruta da Mãe D’Água, conhecida também como Gruta de Açucena por causa da personagem de Carolina Dieckman na novela global “Tropicaliente”, onde havia as cenas de amor entre a personagem e Vitor (Selton Melo).

Impossível ver tudo em 24 horas

Não vai dar para fazer tudo em um dia, então no dia seguinte embarque de novo no buggy e conheça a Praia do Diogo, onde as falésias começam e bicas de água doce surgem a poucos metros do mar. Se a ideia é pescar, a Praia do Parajurú é a opção certa: as ondas são fortes e muito limpas, atraindo centenas de peixes.

Já na Praia de Ariós as águas são mansinhas, rodeadas de coqueiros e pertinho tem uma lagoa, a Lagoa do Canto. Por trás das falésias fica a pequena vila local de pescadores artesanais local.

Calma, o passeio está longe de acabar. Siga para a Praia do Paraíso, que parece esquecida pela civilização. Sim, ela é totalmente deserta. Localizada entre o sangradouro da Lagoa Córrego do Sal e o da Lagoa do Correia, esqueça o banho de mar porque as ondas são fortíssimas – mas lembre-se de ver o pôr do sol espetacular na Lagoa das Paripueiras, ali pertinho também.

A Prainha do Canto Verde tem história: seus moradores subiram a bordo da jangada SOS Sobrevivência e partiram rumo ao Rio de Janeiro em protesto contra a pesca predatória, em 1993. Apesar de pouco turístico, o lugar é lindo, com coqueiros, lagoas e a vila de pescadoras que surge por entre as dunas.

Lembra daquele programa global “No Limite”? Pois é, ele era gravado lá, na Praia dos Anjos a apenas 7Km da entrada de Beberibe. O pessoal do offroad do motocross adora o lugar.

Bem pertinho fica a Barra do Sucatinga, com sua colônia de pescadores e um mirante no alto de uma duna sobre uma das falésias e de onde se tem uma vista deslumbrante do mar muito claro e calmo. Já no limite dos municípios de Beberibe e Cascavel fica a Praia de Tabuba, de areias claras que recebem as altas ondas da pororoca quando o mar encontra o Rio Choró.

Tanta beleza assim merece ser desfrutada com calma. Então já sabe: na hora de programar sua viagem à Praia de Beberibe, reserve pelo menos uma semana e mesmo assim será difícil deixar tanta beleza para trás.

 


Gostou das Praias de Beberibe?

Então compartilhe com seus amigos e conheça outras praias lindas abaixo.

 

Veja também: