Itaparica na Bahia – Praias, ilhas e o que fazer

16126



Céu e mar se confundem no azul de Itaparica, uma das mais famosas regiões da Bahia. A uma hora de barco da capital Salvador ou a 25 minutos de catamarã, a ilha paradisíaca já foi cenário de filmes, novelas, clipes nacionais e internacionais, cantada e proseada em tantas línguas que é até difícil de imaginar – mas não de entender. Os dois municípios, Vera Cruz e Itaparica, têm algumas das paisagens mais lindas do mundo, atraindo milhares de turistas durante todo o ano, todos os anos. É um lugar onde passado e presente andam de mãos dadas na mais profunda harmonia.



Vera Cruz

Quase 90% do território da ilha pertence a Vera Cruz, que temais de 40Km de praias, além de falésias que margeiam rios, manguezais e a Mata Atlântica com inúmeras trilhas e fontes de água portável à beira-mar. O cenário deslumbrante encanta quem chega para o ecoturismo, esportes aquáticos ou simplesmente aproveitar a calma para esquecer que o resto do mundo existe enquanto saboreia petiscos à base de frutos do mar.

Recifes protegem as praias na costa leste, enquanto na contracosta um verdadeiro santuário ecológico abraça os visitantes, com duas APAs (Áreas de Proteção Ambiental): a APA Recife e o Parque Ecológico de Baiacu. É na contracosta, também, que vive a maioria dos pescadores e marisqueiros em povoados tradicionais de gente simples e hospitaleira: Porrãozinho, Ponta Grossa, Baiacu, Juerana, Catu, Campinas e Jeribatuba.

Mar Grande

Ao longo dos 40Km de costa, nove praias encantam os visitantes, mas é Mar Grande, cidade sede da ilha, que destaca-se como point de jovens que lotam o local durante o verão. É lá, também, que concentra-se a maioria dos hotéis, pousadas, bares e restaurantes da região. São duas enseadas de águas mornas e calmas, com muitas barracas na areia e excelente infraestrutura turística

Penha

Para quem gosta de pegar onda, o canto norte de Penha é o lugar ideal: lá uma falha do quebra-mar torna as ondas perfeitas para o esporte. O visual é mais rústico, sem barracas e areias margeadas por coqueiros, no entanto ao redor fica o maior condomínio de luxo da ilha. Já na outra ponta da enseada, o mar é tranquilo e próprio para famílias.

Tairú

Tairú, por sua vez, é um pequeno pedaço de paraíso de águas cristalinas e piscinas naturais quentinhas, onde é possível banhar-se junto com inúmeros peixinhos coloridos. E há piscinas naturais para todos, das mais próximas à extensa faixa de areia, perfeitas para as crianças, às que são formadas mais distantes da costa na maré baixa, ideais para casais. À beira de um vilarejo que leva o mesmo nome e de alguns condomínios, a praia tem ótima infraestrutura turística, com muitas barracas com pratos típicos e cerveja bem gelada.

Cacha-Pregos

A praia mais urbana é Cacha-Pregos, no extremo sul da Ilha de Itaparica, com o mar aberto convidativo para a pesca, principalmente de cavala e bagre, e para o banho. Dias e noites são movimentados com muitos bares, baianas vendendo acarajés e festas com shows ao vivo.

Berlinque e Aratuba

Também no sul, Berlinque e Aratuba são duas praias vizinhas onde a grande atração é o tapete de arrecifes que surge na maré baixa, propiciando mergulhos inesquecíveis. Cabanas e barracas oferecem pratos típicos e banhos de água doce. De dia ou à noite, as águas mornas estão sempre calmas, mas é à noite que Aratuba se revela como point de balada.

Com características muito parecidas, Barra do Gil, Barra do Pote e Conceição são praias vizinhas e que estão entre as mais habitadas do local, com comércio farto e um grande quebra-mar que mantém as águas calminhas, Boas para famílias e idosos, mas também para os amantes dos esportes náuticos.

Itaparica

Em Itaparica o clima de cidade do interior mostra vizinhos sentados à porta de casa, ruas de paralelepípedos arborizadas, pescadores tranquilamente tecendo redes observados pelo mar calmo de águas limpas e mornas. No distrito de Ponta da Areia Restos de antigos saveiros e barcos realçam as histórias contadas às sombras das grandes amendoeiras, que balançam suavemente no ritmo da suave e constante brisa marítima.

Enquanto na orla bares e restaurantes se revezam servindo cerveja gelada, pratos e petiscos à base de frutos do mar, principalmente de caranguejos e peixes, no Porto do Santo as oferendas demonstram a religiosidade do povo. Ao verdadeiro santuário, na Rua Verão, chega-se através de uma trilha em meio à Mata Atlântica.


Gostou das praia Itaparica?

Então compartilhe com seus amigos e conheça outras praias lindas abaixo.

 

Veja também: